A Justiça negou liminar ao Aeroclube de Itabuna que pleiteia o embargo das obras de moradias realizada pela Prefeitura e a devolução dos 23 hectares que compreende a área total do Aeroporto Tertuliano Guedes de Pinho e do Aeroclube pelo fato de que prazo para o questionamento da demanda judicial já havia expirado . A audiência aconteceu hoje no Fórum Rui Barbosa e teve como julgador da causa o Juiz Augusto Pequeno.

Para o presidente do Aeroclube de Itabuna, o piloto comercial Francisco Assis, esta foi mais uma etapa da luta que nós estamos travando com o objetivo de recuperar e reativar o aeroporto de Itabuna e do nosso Aeroclube, que consideramos como patrimônio de nossa cidade. “A nossa próxima etapa é solicitar da Justiça a reintegração de posse daquela área pois temos a documentação registrada em cartório de que o aeroporto e o Aeroclube são proprietários da localidade”, avaliou.

Francisco Assis acredita que a recuperação e reativação do Aeroporto Tertuliano Guedes de Pinho significará mais desenvolvimento para Itabuna, pois a pista suporta até cinqüenta toneladas, o que possibilita a realização de operações de transporte aéreo com aeronaves do tipo ATR (Aeronave Turbo Hélice) com capacidade para até 50 passageiros, como por exemplo, as aeronaves da empresa Trip, que possuem pesagem abaixo das 50 toneladas e já demonstrou interesse em operar linhas utilizando nosso aeroporto. Além disso, o heliporto existente é mais um incremento para voos e decolagens. “Nesse sentido, nosso aeroporto pode operar com linhas regionais”, salienta Assis.

Para Jorge Barbosa, coordenador da CTB/Regional Sul da Bahia, a central sindical tem um posicionamento firme de combate aos elefantes brancos e ao desperdício do dinheiro público. “Só aqui em nossa cidade existem, além desta área do aeroporto, mais duas obras que podem ser consideradas como elefante branco, o Centro de Convenções e o Teatro Municipal, duas obras importantes para o turismo de negócios, serviços e cultural, que infelizmente encontram-se inacabadas”, denuncia.

CTB apóia a luta pela reativação do aeroporto e do Aeroclube de Itabuna

O coordenador da CTB acredita que a obra de recuperação e reativação do aeroporto e do Aeroclube de Itabuna é de grande importância para o município que é um pólo de desenvolvimento regional e necessita de um aeroporto, principalmente para cumprir esse papel importante de centro dinâmico da economia da região, além de poder realizar atividades importantes do ponto de vista social, como o pouso e decolagem de UTI’s aéreas.

26 jul 2011

Itabuna 101 anos… Um presente para a cidade

Autor: riccardus | Categoria: Não categorizado

Por Luis Sena*

Dia 28 de julho, Itabuna completa 101 anos de emancipação política. O principal município do sul da Bahia, convive no seu aniversário com os graves problemas das grandes cidades brasileiras. Mas uma coisa chama atenção neste momento: a crise de gestão em decorrência da falta de um plano estratégico para conduzir os destinos da antiga Tabocas. Os bairros abandonados sem infraestrutura de saneamento básico e nenhuma atenção na área de esporte, cultura e lazer. É alto o nível de violência e criminalidade por falta de aplicação de políticas públicas, principalmente para a juventude.

E a saúde que já foi referência e teve níveis de excelência, passa por uma situação de calamidade, onde até para salvar o Hospital de Base, o movimento social está fazendo uma campanha pela estadualização, porque o município não teve competência para administrar.

Em decorrência disso, a cidade desponta no noticiário com as manchetes de malversação de verbas públicas e inadimplência. O que faz com que verbas, através de emendas aprovadas por alguns parlamentares, a exemplo da deputada federal Alice Portugal, não possam ser utilizadas, tendo que serem remanejadas.

O presente para nossa cidade, tão bonita, pujante e que acolhe muito bem os que nela nasceram, bem como os que aqui chegaram, atraídos por vários motivos, não poderia ser outro: a mobilização de todos que têm compromisso com a cidade, independente da coloração partidária ou de participação em qualquer clube de serviço ou entidade de classe, no sentido de exigir dos poderes constituídos o devido respeito a esta terra e seu povo, além do compromisso de debater e construir um plano estratégico que atenda as nossas necessidades perante a nova realidade dos investimentos que ora são divulgados pelos governos estadual e federal, preparando a nossa cidade para um futuro promissor.

*Luis Sena – Professor, sindicalista e funcionário do Banco do Brasil

Nosso povo tem direito à competência, eficiência e honestidade de seus governantes

Itabuna completa 101 anos de emancipação política neste dia 28 de julho de 2011. Segundo o último censo do IBGE nossa cidade possui 204 mil habitantes, ocupando a quinta posição no Estado da Bahia em população e  terceiro lugar no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), com índice de 0,748, só perdendo para Lauro de Freitas e Salvador. O IDH, criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), serve de comparação entre os países, com objetivo de medir o grau de desenvolvimento econômico e a qualidade de vida oferecida à população. Pela metodologia de cálculo do IDH, um índice perto de 1 é considerado positivo ou seja, maior será o índice de desenvolvimento humano de um município.

Apesar de ostentar essa posição de destaque no IDH nossa cidade possui carências históricas em várias áreas, com destaque para a segurança, saúde e meio ambiente. Pesquisa do IBGE coloca Itabuna como primeiro lugar em índice de violência em relação a homicídios de jovens no país. Só no ano passado, atingiu a impressionante marca de 73 mortes violentas para cada 100 mil moradores.

Outra situação que atinge diretamente a população diz respeito ao saneamento básico, uma carência que afeta o meio ambiente da cidade e de seu entorno. Não existe um aterro sanitário no município para tratar dos resíduos sólidos, além de, em pleno Século 21, Itabuna não dispor de coleta seletiva do seu lixo nem usina de reciclagem, expediente que geraria emprego e renda para a população e de extrema importância para a preservação do meio ambiente. O que temos nestes 101 anos é o derramamento de toda a rede de esgoto da cidade diretamente no tão sofrido Rio Cachoeira, que, aliás, nenhum gestor público até hoje se prontificou com competência, eficiência e responsabilidade em resolver este grave problema ambiental com a recuperação da Bacia Hidrográfica deste recurso natural tão cantado em prosas e versos pelos nossos artistas e poetas.

Por último, o setor de saúde de nossa cidade vive um caos que parece não ter fim. Desde a média a alta complexidade, ou seja, dos atendimentos nos postos de saúde até o Hospital de Base, a incapacidade administrativa aliada aos desmandos e a corrupção desenfreada, numa inversão de valores calcada na politicagem rasteira, tem prejudicado e levando ao desespero milhares de pais e mães de família nos quatro cantos da cidade. Uma falta de compromisso político e descaso para com a qualidade de vida dos filhos de Itabuna

Diante dessa situação de abandono e descaso a que foi relegada nossa cidade, só podemos comemorar nestes 101 anos de Itabuna a resistência e a bravura dos filhos e filhas desta sofrida terra, que lutam incansavelmente por uma cidade mais humana onde se possa viver com dignidade e paz. 

A CTB juntamente com o movimento sindical realizará manifestação de homenagem e reflexão dos 101 anos de Itabuna nesta quarta-feira, a partir das 10 horas, na Praça Adami.

26 jul 2011

Morte trágica de menina gera campanha na Internet

Autor: riccardus | Categoria: Não categorizado

Rachel Beckwith havia pedido no mês passado, para seu nono aniversário, que familiares e amigos fizessem doações para uma ONG

A morte trágica de uma menina de 9 anos em Seattle, nos Estados Unidos, gerou uma campanha por doações que já arrecadou mais de US$ 165 mil para levar água a comunidades carentes na África.

Rachel Beckwith havia pedido no mês passado, para seu nono aniversário, que familiares e amigos fizessem doações para uma organização não governamental em vez de lhe dar presentes. Seu objetivo era arrecadar US$ 300.

Na semana passada, porém, Rachel ficou gravemente ferida em um engavetamento envolvendo 13 carros numa estrada próxima à sua casa. No último fim de semana, sua família decidiu permitir o desligamento dos aparelhos que a mantinham viva artificialmente e doaram seus órgãos.

A notícia da tragédia chamou a atenção para a página que a menina havia criado no site da ONG charity:water para arrecadar doações. Em poucos dias, as contribuições superaram mais de 500 vezes sua meta inicial.

Celebração diferente

Em sua mensagem colocada no site no início de sua campanha, Rachel pedia doações em lugar de presentes em seu aniversário.

“No dia 12 de junho de 2011, vou fazer 9 anos. Descobri que milhões de pessoas não vivem até seu quinto aniversário. E por que? Porque elas não têm acesso à água limpa e segura”, diz a mensagem.

“Por isso estou celebrando meu aniversário de maneira diferente. Estou pedindo para todo mundo que eu conheço que doem à minha campanha em vez de me dar presentes no meu aniversário”, afirma.

Na segunda-feira, dois dias após a morte da menina, sua mãe, Samantha, postou uma mensagem para agradecer pelas doações à campanha da filha.

“Estou impressionada com o imenso amor para transformar o sonho de minha filha em realidade. Diante da dor inexplicável, vocês forneceram uma esperança inegável”, disse ela.

“Obrigado por sua generosidade. Eu sei que Rachel está sorrindo!”, escreveu.

Segundo a ONG charity:water, as doações recebidas por meio da página de Rachel Beckwith já haviam ajudado até a manhã desta terça-feira a fornecer fontes de água potável para 8.290 pessoas.

Fonte: http://noticias.uol.com.br

Beck é ligado à ala radical do Partido Republicano dos EUA

O polêmico apresentador e comentarista político americano Glenn Beck afirmou, em seu programa de rádio, que a ala jovem do Partido Trabalhista norueguês, que foi o principal alvo do atirador que matou 76 pessoas na última sexta-feira (22), possui similaridades com a Juventude Hitlerista.

“Ocorreu um tiroteio em um acampamento político, o que parece coisa da Juventude Hitlerista. Quero dizer, quem promove um acampamento político para crianças? É perturbador”, disse Beck, que é ligado à ala mais radical do Partido Republicano dos Estados Unidos.

Torbjørn Eriksen, ex-secretário de imprensa do primeiro-ministro norueguês Jens Stoltenberg, afirmou que o comentário foi o mais baixo já feito por Beck, que já precisou se desculpar diversas vezes por suas polêmicas opiniões.

“Jovens ativistas políticos vem se reunindo em Utoeya há mais de 60 anos para aprender mais sobre democracia. Exatamente o oposto do que fazia a Juventude Hitlerista”, declarou ao jornal inglês “Daily Telegraph”. “Os comentários de Glenn Beck são ignorantes, incorretos e ofensivos”, completou.

Os comentários de Beck e suas teorias conspiratórias fizeram do apresentador uma das figuras mais controversas da imprensa americana nos últimos anos. O ex-apresentador da Fox News já chamou o presidente americano Barack Obama de “racista”, já que teria “profundo ódio por pessoas brancas ou pela cultura branca.”

Apesar da surpresa e da aversão de Beck a acampamentos políticos para jovens, seu movimento “Projeto 9/12″, que visa “recapturar o espírito do dia seguinte aos ataques de 11 de setembro”, já promoveu várias ações com crianças.

*Com informações do “Daily Telegraph” 

Fonte: http://noticias.uol.com.br

 


Psicólogos examinarão o atirador norueguês, Anders Behring Breivik, para avaliar se o assassino confesso de 76 pessoas está em capacidades mentais de ser julgado.

Segundo a polícia e o próprio advogado de defesa, Breivik admitiu a autoria das mortes em Oslo e na ilha de Utoeya, mas não aceita responsabilidade criminal por elas – em outras palavras, não crê que deva ser punido por seus crimes.

“Ele acredita que foi atroz ter de cometer esses atos, mas na sua cabeça eles são necessários. Ele queria atacar a sociedade e a estrutura da sociedade”, disse à imprensa o seu advogado, Geir Lippestad. À primeira análise, salta aos olhos a ligação de Breivik com grupos de extrema-direita. Acredita-se que ele tenha passado anos planejando o ataque.

Mas o especialista Jeremy Coid, professor de psiquiatria forense do Queen Mary College, da Universidade de Londres, acredita que esta ideologia oculta transtornos mentais mais profundos na mente do atirador.

“Ao mesmo tempo em que existem coincidências com uma ideologia de extrema-direita, acredito que ele deva sofrer também de um transtorno mental, porque ele ultrapassa a fronteira desta ideologia”, disse o especialista.

Para o especialista, “é claramente alguém que nutre uma enorme raiva – e a fonte desta raiva precisa ser descoberta”.

“O fato é que nesse momento não conhecemos suficientemente as suas motivações que nos permita fazer um diagnóstico de seu estado mental.”

Documento assustador

Investigadores estão analisando a coerência do atirador em um manifesto de 1,5 páginas mil explanando as suas visões lançado na internet pouco antes do ataque…..

Leia matéria completa clicando no link abaixo:

http://noticias.uol.com.br/bbc/2011/07/26/extremismo-narcisismo-e-delirios-a-mente-do-atirador.jhtm

Fonte: http://noticias.uol.com.br

26 jul 2011

Oi promete internet sem fio em orelhão

Autor: riccardus | Categoria: Não categorizado


Empresa de telefonia apresenta a governo plano para converter orelhões em ponto de conexão para banda larga

2/3 dos telefones públicos do país são da Oi; com publicidade no orelhão, serviço pode ser gratuito

FERNANDO RODRIGUES - DE BRASÍLIA

A empresa de telefonia Oi montou um projeto para oferecer internet banda larga sem fio de forma gradativa nos orelhões do país.
Se houver patrocínio para os novos equipamentos, o serviço será gratuito para o usuário. Outra saída estudada será vender cartões com senhas de acesso.
O Brasil tem hoje 1,1 milhão de telefones públicos. Desses, 824 mil são da Oi. Com o aumento do uso do celular, esses equipamentos ficaram ociosos, mas são uma grande riqueza logística: todos estão ligados a um par de fios metálicos que os conecta a uma central telefônica.
Essa infraestrutura seria usada para oferecer acesso aberto à internet aos pedestres munidos de telefones, laptops ou qualquer aparelho habilitado para conexão sem fio à web. A velocidade de acesso será de até 2 megabits por segundo (Mbps), o dobro do previsto no Plano Nacional de Banda Larga.
O projeto tem por base um contrato entre a Oi e a Populus Propaganda e Marketing Ltda., comandada por Mayra Fonseca Couto Souza Carmo, filha do ex-deputado federal Paulo Heslander (PTB-MG).
A Populus viabilizaria publicidade nas novas cabines para pagar pelo uso da infraestrutura e remunerar a Oi. Nessa hipótese, o acesso seria gratuito.
A Populus acertou com a Oi exclusividade para converter os orelhões em pontos multimídia em todo o país (menos São Paulo, Estado onde a Oi não atua).
Os telefones continuarão a existir para chamadas de voz, mas a nova cabine terá de oferecer internet sem fio num raio de 50 metros em torno do equipamento.
Embora a proposta não dependa de aprovação do governo federal -a Oi já é concessionária dos orelhões-, a ideia foi apresentada aos ministros Paulo Bernardo (Comunicações) e Aloizio Mercadante (Ciência e Tecnologia).
A expectativa da Populus é que empresas estatais federais patrocinem a conversão dos telefones públicos comprando espaço publicitário.
Pelo plano apresentado, esse novo orelhão será equipado com câmeras conectadas à internet que permitirão uma visão de 360º do local.
Para implantar o plano, a Oi e a Populus dependem de autorização das prefeituras das cidades que terão troca de orelhões.
Uma experiência piloto em Ipanema foi suspensa porque a Prefeitura do Rio considerou o equipamento inadequado para o padrão do mobiliário da cidade.
Otávio Azevedo, do grupo Andrade Gutierrez, uma das controladoras da Oi, afirma ser possível, havendo patrocínio, instalar a rede sem fio de internet em quase todos os 824 mil orelhões da empresa.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br



O assunto principal que traz novamente o secretário estadual de Saúde a Itabuna é o caos administrativo que vem se agravando a cada dia no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (HBLEM). Movimentos sociais repudiam terceirização.

A convite da Comissão de Saúde da Assembléia Legislativa do Estado da Bahia, o secretário estadual de Saúde, participa no próximo dia 12 de agosto, de uma audiência pública para tratar da situação do caos no setor em Itabuna, principalmente no que diz respeito à administração do Hospital de Base, que entre outras soluções não divulgadas oficialmente pelo governo do Estado está a terceirização dos serviços do HBLEM.

Segundo informações do Superintendente da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), Andrés Alonso, que esteve em Itabuna para uma reunião com o Conselho Municipal de Saúde na semana passada, a empresa espanhola Sociedade Beneficente da Espanha, está esperando o sinal verde do governo e da Prefeitura de Itabuna para assumir a administração do HBLEM.

A proposta de terceirização tem sido rechaçada pelo movimento sindical, especialmente pela Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB/Regional Sul da Bahia), que juntamente com o Sindicato dos Servidores Municipais realizou manifestação contra essa proposta no último dia 20 de julho, em frente ao HBLEM.

Segundo Jorge Barbosa, coordenador regional da CTB, não é através da possível terceirização da administração clínica e hospitalar que se chegará à efetiva competência e eficiência na gestão do SUS, muito pelo contrário, terceirização significa sempre degradação das condições de trabalho via redução de custos com pessoal. “A terceirização é um atestado de incapacidade do gestor público, que como alternativa a perene má administração e corrupção dos agentes públicos é obrigado a recorrer ao privado para administrar o bem público”, alfinetou

CTB defende estadualização do HBLEM

Mesmo ciente de ser uma proposta polêmica que encontra resistências por parte do prefeito José Nilton Azevedo (DEM) e de seus prepostos, a CTB insiste na estadualização do HBLEM, com o retorno dos serviços da média e alta complexidade, por um prazo determinado em comum acordo entre o Estado e a Prefeitura de Itabuna.

Para Jorge Barbosa, o impedimento dos gestores públicos em não estadualizar o Hospital de Base se encontra na politicagem rasteira que usa indevidamente o bem público como moeda de troca por favores políticos. “O que está por trás disso é a visão de se enxergar nos instrumentos da administração pública, sobretudo, as unidades de saúde como “cabos eleitorais”, noutras palavras, a utilização do assistencialismo e clientelismo político através da facilitação de consultas, exames e cirurgias para os apaniguados desse ou daquele candidato. Infelizmente, tal prática é utilizada por quase todos os partidos políticos e seus respectivos agentes. Servindo-se da carência do povo para manter as mesmas estruturas arcaicas e corruptas com o patrimônio do próprio povo”, denuncia.

Jorge Solla deve confirmar ou desistir da proposta de terceirização

Na audiência pública convocada pela Comissão de Saúde da Assembléia Legislativa, o secretário estadual Jorge Solla, vai confirmar ou não a proposta de terceirização como saída para recuperação administrativa do Hospital de Base.

A CTB espera que o governador Jacques Wagner desista desta proposta insana, pois terceirizar a saúde é um sinal de incompetência na administração dos serviços públicos. Além disso, a terceirização significará demissões em massa dos trabalhadores e precarização no atendimento à população. Não se pode deixar de pontuar que o objetivo primordial das empresas privadas é a maximização do lucro. A busca pelo lucro não deve ser a tônica de uma instituição que tem como função principal cuidar da saúde e da qualidade de vida das pessoas.

Vale lembrar que o governador Jacques Wagner e o secretário Jorge Solla já defenderam insistentemente a estadualização da administração do Hospital de Base, uma solução que foi proposta pela CTB há cerca de três anos.

Durante o protesto da CTB contra a proposta de terceirização, a presidenta do Sindicato dos Servidores Municipais, Karla Lúcia defendeu o emprego da categoria. “O SINDSERV teme a situação dos trabalhadores caso essa proposta de terceirização dos serviços do Hospital de Base seja levada adiante pelo prefeito José Nilton Azevedo e pelo governador Jacques Wagner. A terceirização desempregará e reduzirá os salários dos trabalhadores”, avisou Karla.

Gestão compartilhada pode ser uma saída temporária para o caos

Diante desse impasse que se estabeleceu entre o governo do Estado e a Prefeitura que não aceita a estadualização do HBLEM e a possível terceirização a ser confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), a CTB continuará defendendo a sua proposta inicial de estadualização, porém acredita que a gestão compartilhada entre o município e o estado da administração do HBLEM poderá ser uma saída emergencial com prazo determinado para viabilizar a recuperação administrativa daquela importante unidade de saúde que serve a uma população regional estimada em cerca de dois milhões de habitantes.

“A gestão compartilhada com prazo estipulado em acordo está se desenhando como uma proposta factível para se contrapor ao caos instalado no Hospital de Base. A CTB está tomando esta posição favorável à gestão compartilhada por entender que devemos tratar a questão de saúde da população com a maior seriedade e responsabilidade possível. Se for adiante, nós defensores de uma saúde de qualidade para os trabalhadores e a população em geral, estaremos estudando a fundo o que significará e em quais condições se dará esta proposta de parceria entre a Sesab e a Fasi na administração do HBLEM”, avalia o ex-vereador Luis Sena.

O povo merece respeito e os gestores públicos têm o dever de proporcionar bem estar social a todos!

CENTRAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DO BRASIL – CTB/REGIONAL SUL DA BAHIA

26 jul 2011

Sindicato fecha loja da Insinuante

Autor: riccardus | Categoria: Não categorizado

Uma ação do Sindicato dos Comerciários de Itabuna na manhã desta segunda-feira, 25 de julho, obrigou uma filial da loja de eletrodomésticos Insinuante (localizada na Praça Adami), a fechar suas portas. Os funcionários estavam trabalhando com máscaras devido à poeira provocada por uma reforma no local, colocando em risco a saúde de trabalhadores e clientes.

“Não temos nada contra a Insinuante modernizar sua loja, mas que o faça de portas fechadas, sem a presença dos trabalhadores”, reclamou Jairo Araújo, presidente do sindicato. A situação em que a loja se encontrava não apresentava as mínimas condições para o trabalho. O gesso que cobre o teto estava sendo desmontado e partes do piso eram quebradas enquanto os funcionários tentavam se proteger com máscaras da poeira espalhada. Do lado de fora, muito entulho.

Durante a manifestação as portas foram baixadas e a loja fechada. Caso a loja insista no abuso, o sindicato encaminhará denúncia ao Ministério Público Federal do Trabalho.

Leia mais: http://www.comerciariosnaluta.com.br