18 out 2019

Rodrigo Maia ataca gestão da Caixa no FGTS

Autor: riccardus | Categoria: Sem categoria
[ Rodrigo Maia ataca gestão da Caixa no FGTS ]

Em um sinal evidente de desconhecimento sobre o papel social da Caixa e para incentivar a entrega dos recursos do FGTS aos privados, o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acusou o banco de “roubar” R$ 7 bilhões dos trabalhadores. Como justificativa, falou que a empresa cobra 1% de taxa de administração sobre o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço pelos privados.


Além de atacar diretamente a gestão da Caixa, o argumento de Maia tem a intenção de desqualificar o potencial do FGTS, que proporciona recursos mais baratos do que o mercado financeiro. O fundo é responsável por contribuir com investimentos para infraestrutura, saneamento básico, tratamento de água e esgoto e habitação.


O FGTS é a reserva em casos de demissão sem justa causa, de aposentadoria ou de aquisição de imóvel do trabalhador e, desde que passou a ser gerido exclusivamente pela Caixa, em 1991, houve melhorias nas informações e transparência.


Maia ainda reforça a falta de conhecimento sobre o FGTS ser uma das ferramentas de combate à injustiça social no país. Disse que “não é justo que o dinheiro do trabalhador, que é sócio deste fundo imenso que é o FGTS, seja usado como subsídio para construir a casa de outra pessoa”. Porém, desconhece ou finge que não sabe que existe um déficit habitacional para 78 milhões de famílias, que estão sem casa, pagam aluguel ou moram na casa de parentes.

Fonte: O Bancário

Deixe uma Resposta