5 dez 2018

Mulheres e pobres dominam geração nem-nem

Autor: riccardus | Categoria: Sem categoria

No Brasil, 23% dos jovens não trabalham nem estudam. A maioria de mulheres e pessoas de baixa renda. É um dos maiores percentuais entre nove países da América Latina e Caribe. Os dados são do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

Segundo a pesquisa, 49% dos jovens se dedicam exclusivamente ao estudo ou capacitação, 13% só trabalham e 15% trabalham e estudam ao mesmo tempo.

O cenário é justificado pela falta de políticas públicas, obrigações familiares com parentes e filhos, além de problemas com habilidades cognitivas e socioemocionais.

Ainda de acordo com a pesquisa, embora o termo nem-nem possa levar à ideia de que os jovens são improdutivos e ociosos, 31% estão à procura de trabalho, sobretudo, os homens, e mais da metade, 64%, se dedicam a trabalhos de cuidado doméstico e familiar, principalmente as mulheres. O problema é que falta oportunidade de emprego no Brasil.

Fonte: O Bancário

Deixe uma Resposta