8 nov 2018

Sindicato enfrenta autoritarismo do Banco do Brasil

Autor: riccardus | Categoria: Sem categoria

Funcionários do Banco do Brasil que exercem cargo de Gerentes de Relacionamentos e outros cargos comissionados, foram surpreendidos com a perda do cargo em uma decisão unilateral do banco. Sem nenhuma alegação formal, a direção do BB simplesmente comunicou a autoritária  medida. Os colegas são substituídos processuais em ações coletivas ajuizadas pelo Sindicato.

As ações reivindicam o cumprimento de sentença judicial  que condenou o banco a reduzir a jornada de trabalho e pagar a sétima e oitava hora como extraordinárias.

A arbitrariedade do banco provocou prejuízos financeiros e psicológicos para os trabalhadores e pune o direito de recorrer à Justica do Trabalho contra as irregularidades praticadas pela instituição financeira. É também um desrespeito a quem exercia as devidas funções de maneira profissional, ética e no cumprimento das metas estabelecidas. A medida também descumpre cláusula do Acordo Coletivo que reza acerca da Avaliação de Desempenho, no que tange que só haverá descomissionamento de função após três avaliações negativas.

“O Sindicato dos Bancários repudia tal retaliação com quem cumpre  suas obrigações e já acionou a Justiça do Trabalho e a Comissão de Empresa dos Empregados do Banco do Brasil”, assegura Paulinho Silva, vice presidente do Sindicato.

Deixe uma Resposta