27 out 2017

Santander lucra muito, mas demite

Autor: riccardus | Categoria: Sem categoria

Apesar do lucro exorbitante de R$ 7,2 bilhões apenas nos nove primeiros meses de 2017, o Santander continua demitindo funcionários. De setembro de 2016 a setembro deste ano, o banco eliminou 1.392 postos de trabalho, totalizando 46.632 funcionários no terceiro trimestres de 2017. Um absurdo. Os mais prejudicados são os empregados, pois são demitidos e muitos perderam a saúde trabalhando para engordar os bolsos dos banqueiros.

A lucratividade bilionária é 34,6% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. Em termos globais, o lucro do banco espanhol alcançou € 5,592 bilhões e o Brasil contribuiu com 26%. Prova de que a empresa tem dinheiro sim para contratar mais funcionários e oferecer melhor atendimento aos clientes que pagam juros e tarifas extorsivas.

Houve crescimento de 15,4% (R$ 11,372 bilhões) nos últimos nove meses nas receitas provenientes de prestação de serviços e tarifas cobradas dos 38,8 milhões de clientes. O banco paga a despesa de pessoal em 169,1% apenas com esta receita.

Diferente do que é mostrado nas propagandas, o Santander lidera o ranking de reclamações de clientes elaborado pelo Banco Central. Foram 1.600 queixas apenas no 3º trimestre deste ano. Em relação ao número de agências, o banco manteve a mesma quantidade que em 2016: 2.255.

Fonte: O Bancário

Deixe uma Resposta