29 set 2017

Cresce resistência em defesa dos públicos

Autor: riccardus | Categoria: Sem categoria

Bancários de todo o país aumentam as mobilizações em defesa dos bancos públicos. Em Salvador, acontecem diversas atividades. Além das manifestações nas agências e conversas diárias com a população, está programada uma audiência pública, na Assembleia Legislativa da Bahia, no dia 9 de outubro, a partir das 9h.

O objetivo é chamar a atenção da sociedade para a agenda do governo Temer, que desmonta as estatais, fundamentais para o desenvolvimento do país, com a intenção de vendê-las. Inclusive, nesta semana, o economista Gustavo Franco, entregou o jogo.

Disse que “o Banco do Brasil está pronto para ser privatizado, mas não pode ser comprado nem pelo Itaú nem pelo Bradesco, para não gerar problema quando a transação passar pelo Cade”. Gustavo, ex-presidente do Banco Central no governo de Fernando Henrique Cardoso, defendeu ainda a abertura de capital da Caixa para a iniciativa privada.

Mas, os bancários alertam. A privatização dos bancos públicos vai aprofundar a crise, enfraquecer o mercado interno, aumentar o desemprego e acabar com a infraestrutura social que fez o Brasil avançar nos últimos anos. Diante da real ameaça, a resistência deve crescer.

Na quarta-feira (27/09), a manifestação foi no BB do Shopping da Bahia e na Caixa do Capemi. Os diretores do Sindicato denunciaram o desmonte e destacaram a importância dos bancos públicos para o desenvolvimento econômico e social do país.

As mobilizações fazem parte da campanha internacional da Federação Sindical Mundial, em defesa da soberania nacional dos países em desenvolvimento e das empresas públicas.

Fonte: O Bancário

Deixe uma Resposta