29 jun 2017

A cada 25h um homossexual é assassinado no Brasil

Autor: riccardus | Categoria: Sem categoria

Há 48 anos, uma intervenção policial em um típico bar gay de Nova York enfrentou a resistência de seus frequentadores, entre eles, lésbicas, gays e bissexuais. O episódio se tornaria, um ano depois, em 1970, motivo de orgulho e incentivo para a organização da primeira Parada LGBT do mundo. Foi assim que o dia 28 de junho ganhou o título de Dia Internacional do Orgulho LGBT.

De acordo com informações do Grupo Gay da Bahia (GGB) em 2017, até o início do mês de maio, 117 pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transexuais (LGBT) foram assassinadas no Brasil devido à discriminação à orientação sexual.

A crescente violência contra pessoas LGBT, pode ser atribuída à impunidade, porque não há nenhuma lei que torne crime esse tipo de violência, isso acaba instituindo a banalização.

Relatório do GGB, com dados de 2016, mostra que a Bahia é o segundo estado do país que mais mata pessoas LGBT por motivações homofóbicas. O primeiro é São Paulo. Somente a capital, Salvador, registou mais de 600 atendimentos em um ano de funcionamento do Centro de Referência para essas pessoas.

Fonte: O Bancário

Deixe uma Resposta