30 maio 2016

Bradesco tenta minimizar as demissões

Autor: riccardus | Categoria: Sem categoria
O Bradesco tem o desplante de tratar as demissões em massa de forma natural e ainda desrespeitosa. Foi essa a postura adotada em reunião com os representantes dos funcionários, em São Paulo.
A mesa formada pela COE (Comissão de Organização dos Empregados) e diretores do banco foi marcada justamente para tratar sobre o tema. Os bancários cobraram a divulgação de um levantamento transparente sobre os números de demissões e contratações de janeiro de 2015 a maio deste ano.
O mais incrível é que a diretora de Recursos Humanos, Glaucimar Peticov, declarou durante a reunião, na quarta-feira (25/05), que não existe incentivo às demissões e que os cortes são apenas por troca qualitativa, espontânea ou por aposentadoria. A diretora pontuou que as contratações permanecem no banco. Só equívocos.
A quantidade de cortes evidencia o processo de demissões em massa iniciado em 2016. Foram 1.466 desligamentos no primeiro trimestre de 2016, corresponde a 90% dos postos extintos em todo o primeiro semestre de 2015, quando 1.618 bancários foram demitidos. O montante também é 160% maior do que as 544 vagas fechadas em igual período de 2015.
Diante do cenário, os funcionários continuam com as paralisações. A sobrecarga, pressão por metas e adoecimentos não param de crescer e é preciso mudar o quadro. A próxima reunião está prevista para 9 de junho.
Fonte: O Bancário

Deixe uma Resposta